RSS
 

INQUIETAÇÃO MUNDIAL

Benedicto Ismael C. Dutra
06/02/2015



Os acontecimentos atuais estão em rota de aceleração, embora haja muita indolência e apagão mental entre os seres humanos. Isso está gerando o aumento da impaciência. Em grande parte dos seres humanos o bom senso e a clareza no pensar estão fazendo falta. Uma grande inquietação perpassa pela alma. As pessoas vão se deixando levar, sem refletir e sem perceber como estão tornando a vida vazia e sem sentido em seu ciclo rotineiro entre nascimento, crescimento, escolarização, trabalho, procriação, envelhecimento e morte. Elas querem aproveitar o momento, pois o tempo voa. Tudo acontece de forma mais rápida, mas o que já era devagar nas instituições ameaça emperrar de vez.

Ainda não saímos da crise iniciada em 2008. Endividamento público e desemprego complicam a recuperação. Está faltando no mundo um acordo geral de produção e comércio. Para que haja paz e progresso é preciso que se estabeleça equilíbrio entre as nações na produção e no comércio de bens, fora disso é guerra econômica. Não se pode falar em livre mercado quando há manipulação nos preços das commodities, assim como não há igualdade de competição quando o custo da mão de obra, benefícios, restrições ambientais, câmbio, são determinados pela mão forte do Estado. Esse equilíbrio não será restabelecido de forma permanente apenas com estímulos monetários.

As pessoas querem resultado imediato. Tudo vai caindo numa rotina mecânica, sem vida, que leva ao desinteresse provocando a perda de sentido e significado. Surge a acomodação. Faltam propósitos de vida. Falta vigilância. Falta o esforço diário por 24 horas, para impedir que os pensamentos se dispersem em ninharias. Pense, qual a finalidade da sua vida?

O abuso do poder econômico, militar e político, com ameaças e atemorizações, gera insatisfação, medo e ódio. Tudo vai represando e de repente poderá explodir. Aumenta a impaciência e atos violentos. O mundo ruma para o caos com a perda da paciência. Falta-nos a consideração humana. É o salve-se quem puder!

Estamos diante do apagão mental decorrente de múltiplas causas: desestruturação familiar; falta de boas creches; deficiente aprendizado da leitura e hábito de ler; ignorância e despreparo para a vida; distanciamento cada vez maior da natureza, suas belezas, sua lógica; uso excessivo de games; novelas e filmes que oferecem modelos de baixo nível; desprestígio da classe política que não se preocupa com a melhora geral das condições, pensando só em seus interesses.

Quando o ser humano veio para a Terra, tudo já estava pronto para possibilitar a vida. Somos apenas hóspedes. Precisamos de estadistas que não pensem apenas no dinheiro e seus detentores, mas que se ocupem seriamente em fazer do planeta uma pátria humana que possibilite o crescimento pessoal com qualidade de vida, autonomia, paz e segurança.

Muitos seres humanos não se esforçam em perceber o significado maior da vida e seus alvos mais elevados. Tornam-se agressivos e mal humorados. Não se relacionam uns com os outros com o coração. Não promovem a harmonização aparando as arestas dos relacionamentos.

Há muita inquietação em todos os continentes. Metade da população do planeta vive em precárias condições. Estamos à beira do colapso nos recursos naturais, na redução da produção de alimentos, na escassez da água, no desemprego estrutural e no caos social. Estamos diante da mais contundente alteração do clima com aquecimento global, degelo, secas e inundações.

Em diversas épocas, cada povo recebeu um mensageiro trazendo-lhe a explicação da vida. Krishna, Lao Tse, Buda, Zoroastro, Moisés, Maomé. Jesus trouxe a visão mais ampla, mas todas as apresentações apontam para a mesma essência: o Deus Único e suas leis cósmicas. No entanto, os seguidores, por falta de compreensão ou interesses particulares, se afastaram da naturalidade, da simplicidade e da clareza, gerando inconformismos. Com investidas pueris e debochadas, nada se resolve. Urge buscar a Luz da Verdade, para escapar das consequências dos erros humanos e de sua obscuridade.

Mesmo diante desse cenário ameaçador a humanidade permanece insensível. Para uma transformação necessitamos do desenvolvimento e fortalecimento dos valores humanos universais outrora transmitidos para a humanidade. Atualmente esses valores estão acessíveis através dos ensinamentos contidos na Mensagem do Graal, que apresenta de forma clara e natural o reconhecimento das leis espirituais da Criação.




Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”, “O segredo de Darwin”,“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” e “A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade (Madras Editora)”. E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.