RSS
 

O DESCASO COM O FUTURO

Benedicto Ismael C. Dutra
09/04/2015



O Brasil atual é o resultado de séculos de descaso com o futuro. Vemos um país estagnado, paralisado por greves e por manifestações populares que fecham importantes avenidas com fogueiras na hora da volta do trabalho para casa. Especulação financeira, desordem e indisciplina desorganizam a vida. Dessa forma, dificilmente vamos recuperar o tempo perdido.

A classe política não cumpre o seu papel. Para construir um Brasil melhor precisamos de amor, consideração, trabalho, seriedade, dedicação e o olhar voltado para a continuada melhora do preparo da população e das condições de vida. A escola deve educar de tal forma que os seres humanos fiquem conscientes de suas responsabilidades.

De novo estamos diante de um festival de dívidas e desorganização das contas dos Estados e prefeituras. A própria União conseguiu a proeza de elevar a dívida a 63,5% do PIB. No passado distante havia tesoureiros com bom senso que ao contrair um compromisso, já programavam como fazer o resgate. Depois tudo virou brincadeira e o Brasil, sem um plano de tesouraria para manter o equilíbrio sem se endividar indefinidamente, se tornou freguês do financiamento dos continuados déficits. Quando teremos esse tesoureiro competente que vise o progresso real? Já se disse: casa que não tem pão, todos gritam sem razão.

Os senadores se reuniram em Brasília com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, para discutir a situação das contas do país. Para que não houvesse desperdício de tempo, os participantes deveriam ter demonstrado que estão realmente empenhados na busca de soluções que construam um Brasil melhor. Poderia ter havido mais seriedade e objetividade, em vez de política menor e exibicionismos.

Terrível realidade. Há todo um arranjo de contenção de gastos e mesmo assim corremos o risco de decair e perder o rumo. Para não ser empurrado para o abismo dos países atrasados, o Brasil precisa de uma nova geração forte, bem preparada, que se esforce por um país melhor. O PIB não cresce, nunca temos sobra exportável e exportamos empregos. É proibido pensar num Brasil melhor?

O país permanece parado. Falta um diagnóstico amplo e completo sobre as causas do atraso. Falta um relato idôneo sobre como poderemos evitar o retrocesso e caminhar para o ponto que seria mais condizente a uma nação que foi contemplada com tantos recursos. A educação deve contribuir para a formação de seres humanos de qualidade, que saibam assumir a responsabilidade pela construção de um futuro melhor. A riqueza de um país está na sua capacidade de produzir líderes sábios.

Nas desgastantes lutas pela sobrevivência, no meio do bombardeio da multimídia eletrônica, o pesquisador sincero se depara com uma enormidade de obstáculos que desviam a sua atenção para que fique sem rumo e tenha sua força de vontade enfraquecida, para ser facilmente manipulado. Aumentam os apelos para que as pessoas consumam de forma frenética, sem perceber que a vida continua. Os incentivos para a busca do significado da vida sob a Luz da Verdade estão sendo perdidos, surgindo uma forte pressão para um viver conectado, que obscurece a capacidade de raciocinar, eliminando o tempo para o sonho e para os devaneios em busca da própria intuição.

A vida não está fácil para ninguém. As pessoas se revoltam, não querem reconhecer a atuação das Leis da Criação, opondo-se a elas, lançando pedras de descontentamento nas engrenagens do destino, rompendo o equilíbrio e a harmonia. Tem pouca colheita leve e benéfica. A desconfiança é a grande inimiga, e quando se junta com a inveja e o medo, cria o inóspito clima do desamor.

No mundo estão faltando pensamentos benéficos. Predominam os pensamentos negativos de inveja, cobiça, ódio, revolta, descontentamento, espalhados de múltiplas formas. Eles formam uma nuvem densa, atuante. Uma pessoa que não compreende a vida e alimenta pensamentos negativos, pode ser atingida por essa nuvem. Um cérebro distraído por alguns segundos possibilita a entrada dessas formas de pensamentos, podendo transformá-las em ações nefastas, um fato abalador. Abdruschin, autor da Mensagem do Graal adverte: "Conservai puro o foco dos vossos pensamentos; com isso estabelecereis a paz e sereis felizes! ”




Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”;“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” ,“A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade”; e “O segredo de Darwin - Uma aventura em busca da origem da vida”(Madras Editora). E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.