RSS
 

Entender a vida e suas leis

Benedicto Ismael C. Dutra
27/06/2016



 Eram facilmente previsíveis os sintomas negativos que assombram a sociedade atual. No entanto, não houve preocupação mais séria nem aprofundamento sobre as causas. As dificuldades aumentaram. Nenhum cidadão deveria ficar na condição de inútil; todos têm de dar a sua contribuição para a melhora e atendimento das necessidades humanas. Mas o sistema foi atropelado por interesses menores, afastados dos valores humanitários, e assim a vida foi perdendo seu significado. No vazio existencial, cresce o consumo de drogas enquanto o ser humano vai anulando a sua essência.

 As coisas vão piorando, ninguém fala nada, quando se percebe, surge mais um rio morto, carregando esgoto na sua lentidão. É o caso do Rio São Francisco, o velho Chico, estressado pela ignorância. A água não tem preço, é sustentáculo da vida, mas só os sábios percebem isso. O apego ao dinheiro está minando a sabedoria, permanecendo a rigidez e desinteresse em pesquisar objetivamente as leis da Criação. No entanto, agravam-se as condições gerais de vida.

 O filme Truque de Mestre 2 mostra, sob a forma de fantasia mágica, problemas que rodeiam o mundo financeiro: os hackers, o roubo de informações confidenciais, as manipulações do mercado e a atuação dos especuladores nesta época em que o cassino financeiro no qual a economia global se transformou está sendo acelerado como nunca, girando em alta velocidade, gerando grandes incertezas quanto ao futuro com a concentração crescente de grandes montantes de capital financeiro em poucas mãos - os controladores do dinheiro que correspondem a 1% da população mais rica do mundo, pouco preocupada com as questões humanitárias e ambientais. Em nossos dias, nada mais fica oculto, tudo que se escondia nas sombras tem de se mostrar sob a força da luz. No filme, os mágicos conseguem encontrar soluções, mas na vida real, não sabemos qual será o desfecho final dos truques dos especuladores.

 Com a força da boa vontade voltada para o bem, não há passado ruim que não possa ser facilmente anulado. Num mundo marcado pelos desencontros, temos de ser fortes e cultivar a alegria de viver. Estamos enfrentando uma época repleta de asperezas e dificuldades. As trevas dos erros humanos exercem forte domínio. A situação tende a piorar, pois a reciprocidade também se acelera. É preciso superar as dificuldades.

 Uma grave ameaça são os descuidos para com a primeira infância. Muitos pesquisadores já indicaram a importância das creches para suprir as deficiências das famílias desestruturadas. O dinheiro não pode ser desperdiçado em obras suntuosas de pouca utilidade. Precisamos de creches e escolas para a primeira infância, sua manutenção e funcionamento com bons educadores e adequadamente preparados.

 É imperioso que as novas gerações se conscientizem da necessidade de compreender o exato significado da vida como base para a construção de um futuro melhor, digno da espécie humana. Como poderemos redespertar nas crianças o gosto pela leitura, a percepção do quanto se pode aprender lendo livros e escrevendo, de preferência de forma manual com lápis e papel, as coisas que vamos compreendendo?

 Para preservar a harmonia e manter o bom funcionamento das equipes, torna-se indispensável fortalecer a consideração humana. Saber ouvir. Eliminar as brigas. Buscar a reconciliação amistosa, estendendo a mão ao companheiro. Eliminar a inveja, o rancor e a vaidade, a mania de sempre ter razão, o querer saber melhor.

 Sem bondade não se constrói nada duradouro. Temos de estar atentos às formas de pensamentos que estão sendo geradas e sintonizar nas positivas. Manter a serenidade. Não deixar que a mágoa ou a irritação encontrem brechas. Somente alegria e serenidade poderiam ter entrada em nosso ambiente. Formas de contentamento são o que há de melhor para embelezar a vida, propiciando equilíbrio emocional e saúde. As sombras se ampliam, os seres humanos permanecem apáticos diante da vida, sem atentar para o brado de alerta de Abdruschin, autor da Mensagem do Graal:Despertai, ó seres humanos desse sono de chumbo! ”.




Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”, “O segredo de Darwin”,“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” e “A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade (Madras Editora)”. E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.