RSS
 

O Universo e o Ser Humano Terreno

José Guimarães Duque Filho
17/08/2016



Este ensaio objetiva ampliar a ligação com os enteais, quase totalmente perdida ao longo de milênios de humana atuação contrária às Leis da Criação. Está claramente expresso na Mensagem do Graal, Na Luz da Verdade, de Abdruschin:

A Terra, pertencente ao sistema solar com os planetas que formam sua família, depende por sua vez do nosso Sol. Com um diâmetro de 1.390.600km, em contraste ao diâmetro da Terra de somente 12.756km, o Sol está a uma distância média de 150.000.000km do nosso planeta, levando sua luz, em torno de 8 minutos para chegar até nós. A velocidade da Terra orbitando o Sol é de cerca de 281km/s, e tomando-se a distância estimada de Plutão (último astro do sistema solar) ao Sol, que é de 5.900 milhões de Km, a extensão aproximada do alcance gravitacional do Sistema Solar seria pelo menos o dobro, ou seja 11.800.000.000Km.

Nosso sistema solar, por sua vez, encontra-se na Galáxia denominada Via-Láctea, de forma espiralada e de dimensões seguintes:
 
O diâmetro do disco Galáctico é quase exatamente 100.000anos-luz, embora recentes medições provaram que em determinados lugares, a Galáxia tem um raio de mais de 50.000anos-luz. Em média, a Via Láctea tem uma espessura de 2.000anos-luz, porém, a "visão lateral da Galáctica" revela que existe um Caroço Galáctico no centro da Galáxia que tem um diâmetro de cerca de 3.000anos-luz e uma espessura de até 5.000 anos luz. Esta parte da Via Láctea é chamada também de "protuberância central".
http://www.ussventure.eng.br/LCARS-Terminal_net_arquivos/nave/galaxia.htm

Um ano-luz é a distância percorrida pela luz em um ano, ou seja: a velocidade da luz (300.000km/s) x os dias do ano (365dias/ano) x as horas do dia (24h/dia) x os minutos da hora (60min/hora) x os segundos do minuto (60seg/min) que é igual a 9,46 x 10 elevado a 12, ou seja:
 
1ano-luz = 9.460.000.000.000km (nove trilhões e quatrocentos e sessenta bilhões de Km)
 
O diâmetro do disco galáctico estimado ficaria então em 100.000anos-luz x 9.460.000.000.000Km/ano-luz =
946.000.000.000.000.000km (novecentos e quarenta e seis quatrilhões de Km)
 
Aí, já começa a ficar imensurável, essa grandeza.
 
Os Enteais
 
Vol. III - O enteal – pág. 23
Os enteais são os construtores e administradores da casa de Deus, isto é, da Criação. Os espíritos são os hóspedes dentro dela.
Vol. III – O reconhecimento de Deus - pág. 151
Quem quiser saltar por cima da atuação dos enteais, dos quais os povos antigos tinham exato conhecimento, nunca alcançará o autêntico reconhecimento de Deus.
 
O campo de atuação dos enteais é, como sabemos pela Mensagem do Graal, a Criação Posterior, que contém o Círculo do Enteal e as matérias fina e grosseira: os locais de desenvolvimento do germe espiritual. Os espíritos encarnados na Terra, que pertence ao Universo grosso material pesado Éfeso, não podem aqui existir sem o apoio e o auxílio dos enteais, pois, a natureza, que produz o equilíbrio biológico do planeta, fornece ao ser humano terreno as condições da existência, ou seja, a água, o ar, o fogo, os solos, as plantas, os alimentos, o frio e o calor, em suma, os materiais necessários para a existência e a manutenção dos corpos humanos. E estas, as condições, são proporcionadas somente pela atividade dos enteais, obedecendo rigorosamente a Vontade do Criador.
 

O universo observável
 
Os astrônomos calcularam a idade do Universo em aproximadamente 13,8 bilhões de anos. Por conta da conexão entre a distância e velocidade da luz, isso significa que eles podem olhar para uma região do espaço que se encontra a 13,8 bilhões de anos-luz de distância. Como um navio no oceano vazio, os astrônomos na Terra podem apontar e observar 13,8 bilhões de anos-luz de distância em todas as direções, o que coloca a Terra dentro de uma esfera observável com um raio de 13,8 bilhões de anos-luz. A palavra "observável" é fundamental. Os cientistas podem ver, mas não saber o que há por lá.

Embora a esfera observável pareça ter quase 28 bilhões de anos-luz de diâmetro, ela é muito maior. Os cientistas sabem que o universo está se expandindo. Assim, enquanto os cientistas podem ver um local que estava a 13,8 bilhões de anos-luz da Terra, no momento do Big Bang, o universo continuou a se expandir ao longo de sua vida. Hoje, esse mesmo ponto está a 46 bilhões de anos-luz de distância, fazendo com que o diâmetro do universo observável seja de uma esfera em torno de 92 bilhões de anos-luz.”
 
 
Mas, e o universo Éfeso?
 
 Falamos de universo conhecido porque o universo em si é praticamente imensurável, uma vez que ele está em constante expansão. 
 
A razão do tamanho “até agora” observável do universo que nasceu com o Big-Bang, (Teoria até agora aceita por Astrônomos) ser muito maior que a sua idade considerada pelos cientistas como o início de Éfeso, foi sua velocidade de expansão inicial ter sido muito maior que a velocidade da luz. Depois ela foi gradativamente diminuindo, mas continua se expandindo atualmente. O Big-Bang foi a explosão da semente primordial grosso material pesada, que deu origem ao nosso universo, de acordo com a maioria dos cientistas. 
 
Vol II - Pai, perdoai-lhes, pois não sabem o que fazem! – pág. 415
A matéria, qual um grande campo de plantio, segue no gigantesco círculo orbital na orla mais baixa da Criação toda, como a parte mais pesada. Desde a semente primordial, em constante movimento, desenvolvendo-se continuamente, cada vez mais se congregando, formando até os astros a nós visíveis, aos quais pertence esta Terra.
 
Vol. I – Despertai – pag. 36:
Não há, às vezes, bacilos na água, no ar, que possuem força para destruir corpos humanos, e que não são percebidos pelos olhos? Todavia se tornam visíveis através de instrumentos aperfeiçoados.
Quem ousará ainda depois disso afirmar que não encontrareis coisas novas até agora desconhecidas, tão logo aperfeiçoardes tais instrumentos? Aperfeiçoai-os mil vezes, milhões de vezes, mesmo assim a visão não terá fim; pelo contrário, diante de vós se desvendarão sempre novos mundos que antes não podíeis ver nem sentir e que, todavia, aí já existiam.
 
O que os cientistas sabem é que a nossa galáxia, a Via Láctea, é apenas uma das 100 bilhões de galáxias existentes no universo observável que nossos instrumentos atualmente conseguem detectar. 
 
Considerando a altura média de 1,75m para o ser humano, esta seria = 1,75m/1000m/km = 0,00175km.
 
De acordo com os dados anteriores, o tamanho do universo observável, até agora, de matéria grosseira pesada Éfeso, seria de:
 
92.000.000.000anos-luz x 9.460.000.000.000km/ano-luz = 87.032 x 1019Km=
 
870.320.000.000.000.000.000.000Km (870 sextilhões trezentos e vinte quintilhões de Km)
 
É evidente que esta é apenas uma estimativa para ilustrar a imensidão do universo, até agora, observável. Comparando-se esta grandeza do universo, com o ser humano terreno, que mede em média, 0,00175km, vê-se a pequenez do ser humano terreno perante o universo.
 
E isto tudo, incompreensível ao ser humano, é apenas um universo observável, até agora, da matéria grosseira pesada. Imagine-se que ainda existem mais seis universos na matéria grosseira de matéria grosseira pesada.
 
Todos os sete universos da matéria grosseira são obras da Vontade do Criador, executadas diligentemente pelos enteais, e nada acontece que não esteja de acordo com essa Vontade perfeita.
 
Como somente o universo Éfeso, de matéria grosseira pesada tem este tamanho, até agora “observável”, descomunal, incompreensível ao ser humano terreno, imagine-se os sete universos juntos. Não se conta aí, as matérias grosseiras mediana e fina que envolvem o que é de matéria grosseira pesada, e que são muitas vezes maiores que esta matéria grosseira pesada. 
 
Portanto, o espaço de matéria grosseira, que se compõe da pesada, da mediana e da fina, é de proporções já muito mais inimagináveis.
 
E, afora esta matéria grosseira, ainda existe a matéria fina, de dimensões ainda muito maiores, que é envolvida junto com a matéria grosseira, pelo círculo do enteal, também de dimensões muito mais inimagináveis pelo ser humano terreno.
 
Esta imensa grandeza, construída e administrada pelos enteais de acordo com a Vontade da Luz, é apenas o campo de desenvolvimento do germe espiritual e do germe enteal, dentro da Criação posterior.
 
Por aí já dá para perceber a pequenez e a insignificância do arrogante ser humano terreno.
 
Vol. III - Os planos espírito-primordiais IV – pág 473:
Numa coisa tem o ser humano terreno de atentar especialmente, visto ter pecado muito a tal respeito: a ligação com os auxiliares enteais jamais deve ser interrompida! Caso contrário abris uma grande lacuna que vos prejudica.
 
Como nos aproximarmos mais ainda dos enteais?
 
1. Preservando a natureza, que é o trabalho deles.
 Imagine-se que hospedemos amigos em nossos lares e que estes sujem os cômodos, desperdicem a água e a comida, nos agridam, quebrem a casa, se comportem malcriada e violentamente. 
 
Como agiríamos com estes hóspedes do barulho? Não é mera coincidência o que os hóspedes humanos fazem hoje com a natureza, o lar dos enteais.
 
No entanto, se procurarmos não produzir lixo, não poluirmos e nem desperdiçarmos as águas, os ares e os solos, se não esbanjarmos alimentos, se não desmatarmos desnecessariamente as florestas, se não fizermos os animais sofrerem, se não provocarmos guerras, estaremos nos comportando como legítimos seres humanos, e passaremos a ser bem-vindos novamente no nosso ambiente de desenvolvimento, iniciando as pazes com os enteais, que se afastaram por culpa nossa.
 
2. Tomando algumas medidas simples no nosso dia-a-dia, que beneficiam a natureza, quais sejam:
 - Recebemos uma boa quantidade de sacolas plásticas quando saímos às compras, mas podemos recusar estas embalagens de difícil deterioração, se usarmos sacolas de pano que podem ser reutilizadas e duram bem mais. Caso não possamos deixar de receber sacolas plásticas, podemos diminuir sua quantidade, ao usarmos mais mercadorias em cada sacola, ou se temos uma sacola de uma loja, recusarmos outra sacola de uma segunda loja, usando mais a primeira sacola.
 
- Também recebemos muitos papéis, especialmente envelopes, os quais no mais das vezes terminam logo na lata do lixo. Podemos também recusar recebê-los, muitas vezes quando insistem em entregar-nos faturas, duplicatas, recibos, documentos em envelopes. Quando estes forem realmente necessários, poderemos reciclá-los, reutilizando-os no envio a outras pessoas.
 
- Plásticos, vidros, latas, metais podem ser reciclados, e desta forma reutilizados em novas peças e embalagens, mas é necessário que se faça a devida coleta seletiva.
- Produzindo menos lixo, principalmente o biológico (alimentos), pois estes não devem ser desperdiçados quando existe muita gente com fome na Terra, sem acesso aos alimentos, e quando os enteais nos ajudam no plantio, na germinação, nas chuvas e na colheita destes.
- Evitando o desperdício no transporte, na estocagem e na distribuição dos alimentos.
 
- Evitando o desperdício de combustíveis, principalmente os fósseis que tanto poluem os ares, as águas e os solos.
 
- Muitas outras atitudes que assim vamos reconhecendo no nosso caminho de desenvolvimento.
 
3. Conservando puro o foco dos pensamentos, como bem nos ensina Abdruschin, na sua obra “Na Luz da Verdade”.

4. Sendo gratos:
 - Agradecendo diariamente ao Todo Poderoso, que nos proporciona a existência consciente e a nossa manutenção terrena através do trabalho dos enteais.
 
- Agradecendo aos enteais as dádivas que eles nos proporcionam, de acordo com a Vontade do Nosso Criador.


Vol. III – Os pequenos enteais – pág. 170
Com grande exatidão, que nem sequer podeis imaginar, processa-se a execução do trabalho atribuído, porque mesmo o aparentemente mais ínfimo dos enteais é uno com o todo, atuando, por isso, também a força do todo através dele, atrás do qual se encontra a única vontade — a vontade de Deus, beneficiando, fortalecendo, protegendo, conduzindo!
Assim é, aliás, no enteal todo e assim podia, assim também já devia ser há muito tempo convosco, com os espíritos da Criação posterior desenvolvidos à autoconsciência.
 
É evidente que a natureza, o grande campo de atuação da entealidade, tem que ter uma direção de desenvolvimento e de manutenção, não acaso uma existência aleatória, sem condução.

O “Livro do Juízo Final”, de Roselis von Sass, dá explicações bem mais detalhadas sobre os enteais.
 
 



José Guimarães Duque Filho é Engenheiro Civil, Mestre em Edificações, Conselheiro do COMAM - Conselho Municipal de Meio Ambiente de Fortaleza, Ceará.
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.