RSS
 

Capitão Fantástico

Benedicto Ismael C. Dutra
10/01/2017



 O diretor Matt Ross nos oferece essa comédia dramática, Capitão Fantástico, que prende a atenção e quase chega a ser encantadora não fossem duas pequenas aberrações ligadas ao desrespeito aos corpos humanos e aos dos animais. A majestade do cervo procurando água e alimento na floresta mostra a força da natureza. Caçar para se alimentar é permitido, desde que com morte rápida, que não provoque sofrimento no animal. Mas arrancar o coração e mastigar é um ato de terror negro, vampiresco, uma cena completamente dispensável. 
 
Com seis filhos para criar, vivendo na floresta, afastado da civilização, Ben (Viggo Mortensen) dá a seus filhos uma educação diferenciada que supera os currículos das melhores escolas, ensinando música, literatura, filosofia e defesa pessoal. As crianças aprendem a raciocinar com clareza, a expor suas ideias e a analisar as falhas cometidas pelas religiões no empenho de angariar adeptos. Sem rodeios, Ben vai explicando para as crianças como a vida é, sem dogmas nem misticismo.

Naquele ambiente junto à natureza, Ben poderia ter pesquisado as leis naturais da Criação para uma vida construtiva e proveitosa, já que estudava astronomia com as crianças. Então teria valido a pena o confronto com os gordos consumistas comedores de bolo com salsicha, e não teria havido um choque tão gritante no reencontro com os parentes. Ben e seus filhos teriam compreendido o significado da vida e de como é importante conservar a saúde da alma e do corpo recebido para abrigar o espírito em seu desenvolvimento progressivo, e que ao ser abandonado por ele, jamais deveria ser objeto de escárnio.

O corpo é um presente que a natureza oferece; é o pó que vindo da terra, a ela deve voltar para ser pó outra vez, depois de ter cumprido a sua função. Nem tanto ao mar, nem tanto a terra, com vivências e sofrimentos, Ben e seus filhos acabam encontrando um meio termo, uma adaptação para a vida. O filme levanta a difícil questão de como preparar as novas gerações no século 21, para que se tornem seres humanos fortes, de qualidade, construtores e beneficiadores da Criação.



Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”;“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” ,“A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade”; e “O segredo de Darwin - Uma aventura em busca da origem da vida”(Madras Editora). E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.