RSS
 

AMOR SEM ESCALAS

Benedicto Ismael C. Dutra
29/01/2010



O filme Amor sem Escalas retrata a crise do desemprego nos Estados Unidos. O ator George Clooney interpreta um terceirizado especial, cuja função exclusiva é demitir pessoas. Em tom de comédia nos é dado ver o drama das pessoas sendo demitidas de modo frio e calculista. Enfim, como diriam as pessoas consideradas práticas: “são os ossos dos ofícios”, que o personagem Ryan tritura muito bem.
 
Ele viaja muito de avião demonstrando grande habilidade para não perder tempo nos rigorosos check-in nestes tempos de crise e terrorismo. Ele vive distanciado de qualquer vínculo familiar, mas ao seu lado sempre aparecem duas mulheres, Alex e Natalie.
 
Natalie quer agilizar o processo de demissões e vai com tudo, até perceber a rudeza da vida. Então Ryan dá todo o apoio para que ela não decaia em abatimento.
 
Impressionado com seu relacionamento com Alex, uma bela mulher que ele conheceu num aeroporto, ele resolve ir ao casamento da irmã mais nova e se depara com uma delicada situação de falta de propósitos de vida. Percebe que as pessoas não sabem o que querem, têm medo de que a vida não passe de uma monótona rotina cujo epílogo é o funeral.
 
Mas ele também não é de ferro e é atingido pela dor da decepção. No cinema as pessoas ficam esperando que Natalie pudesse dar um apoio a ele, um calor humano, e até algo mais íntimo, mesmo que após isso ele prosseguisse no seu modo de viver vazio e solitário, mas o diretor não deu moleza e cada um foi para seu lado.
 
Enfim o filme nos mostra que as pessoas estão se perdendo pela falta de propósitos, de objetivos na vida. O fato é que, para combater isso, além de obter a melhora das condições materiais, as novas gerações precisam querer ardentemente alcançar a melhora geral, como seres humanos de valor que buscam a evolução integral, como meio de alcançarmos o único empreendimento pelo qual realmente vale a pena viver: o encontro da paz interior e da felicidade.



Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”;“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” ,“A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade”; e “O segredo de Darwin - Uma aventura em busca da origem da vida”(Madras Editora). E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.