RSS
 

DISTRIBUIÇÃO DE RENDA

Benedicto Ismael C. Dutra
16/08/2010



A cada ano, quase nove milhões de crianças morrem em condições que podiam ter sido evitadas ou tratadas e quase 400 mil mulheres morrem devido a complicações durante a gravidez. Em meio a tantas misérias mundiais, quarenta milionários dos EUA anunciaram que aceitam doar a metade de sua fortuna para obras de caridade, em resposta a uma iniciativa de Bill Gates cofundador da Microsoft e megainvestidor Warren Buffett.
 
"Tivemos um ótimo começo", disse Buffett. Entre os que assinaram a lista estão o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg; o cineasta George Lucas; o empresário da mídia Ted Turner; o presidente da Oracle, Larry Ellison; e Paul Allen, cofundador da Microsoft.
 
Trata-se de notícia auspiciosa, mas o lamentável disso é que a espécie humana, que deveria situar-se no ápice da qualidade de vida, tenha chegado a uma situação de tanta precariedade, e que agora tenhamos de depender da caridade para atenuar a situação.
 
Em sociedades como a brasileira estamos caminhando para um limite insustentável. É notório que estamos nos aproximando dos limites críticos do embrutecimento com a desagregação familiar, a baixa qualidade humana das novas gerações, o alastramento do uso de drogas e o aumento da violência. Estamos diante de graves problemas. Basta folhear os jornais ou assistir televisão. O astro do cinema Sylvester Stallone, cujos filmes violentos só oferecem pancadaria, fez um deselegante comentário sobre o Brasil, que nem vamos mencionar. No entanto, ele deve ter ficado muito assustado com o que viu por aqui e não podemos discordar dele quando disse que muitas coisas “mostram o quão problemático é este lugar".
 
Numa educação sempre em nível abaixo do desejado e decadente, é preciso mostrar exemplos que reflitam o verdadeiro sentido da vida. Estamos enfrentando as inquietadoras consequências das alterações relacionadas ao clima, a crise financeira (agora transferida para as contas dos governos) e redução de empregos, mas também a desorganização das cidades, a limitação dos recursos e o despreparo das pessoas.
 
A grande questão é sem duvida a boa educação, dela depende a saúde e o futuro. Segundo Diane Ravitch, ex-secretária-adjunta de Educação dos EUA, precisamos de jovens que estudaram história, ciência, geografia, matemática, leitura, mas o que estamos formando é uma geração que aprendeu a responder testes de múltipla escolha. Para ter uma boa educação, precisamos saber o que é uma boa educação.
 
Atualmente, há mais de um bilhão de crianças sem receber sequer a educação básica, o que aponta para um futuro sombrio e caótico. Somos responsáveis pelas futuras gerações e pelo futuro do mundo. Faltam às novas gerações propósitos e esperanças. O que podemos fazer? Como dar o necessário preparo para os pais e mães do presente e do futuro? É aí que deveria entrar a grande caridade mundial.
 
É necessário que as autoridades e os empresários promovam ações motivacionais urgentes para que seja alcançada a melhora da qualidade humana através de influências positivas, da mesma forma como têm sido aplicadas para o convencimento dos consumidores e dos eleitores. Vance Packard, especializado no estudo do comportamento e das motivações humanas se preocupou profundamente com o tipo de sociedade perturbadora que se engendrava através da nova engenharia de comunicação de massa, apta a manipular milhões de consumidores simultaneamente, através dos meios de comunicação, desenvolvendo temores e descontentamento.
 
Para alcançarmos um futuro melhor chegou a hora de aplicarmos novas técnicas para que as pessoas sejam influenciadas positivamente para escapar das garras da cobiça, da inveja, do medo e do ódio. Que sejam amantes da paz e da sabedoria, que se esforcem para se tornar seres realmente humanos em busca de um futuro melhor e mais bonito. Ainda resta algo de bom no íntimo de cada ser humano que deve ser mobilizado para a melhora geral através de forte apelo motivacional, antes que seja tarde demais. A distribuição de renda só será efetiva se distribuir simultaneamente trabalho, amor e sabedoria.



Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”, “O segredo de Darwin”,“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” e “A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade (Madras Editora)”. E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.