RSS
 

PREPARO PARA A VIDA

Benedicto Ismael C. Dutra
03/12/2008



No século XXI vivemos o terrível impacto da deseducação. Nos países desenvolvidos a educação se tornou puramente voltada para o materialismo, para a obtenção de ganhos, na expectativa de que para dominar o mundo o importante é dominar a tecnologia. Nos países atrasados, a população vai se tornando inculta incapaz de entender o que lê.

As pessoas estão agindo com base, prioritariamente, no seu raciocínio e se afastam, cada vez mais, da intuição, não conseguindo mais ouvir a voz interior. Com isso, lhes falta o amor verdadeiro e prevalecem sentimentos menos nobres, como o egoísmo e a cobiça, que invariavelmente conduzem a humanidade à destruição.

Com o crescimento do conceito de que a morte é o fim de tudo, a humanidade se tornou egoísta e imediatista, reduzindo-se à condição de máquina sem conteúdo.

No Brasil a educação fundamental não está cumprindo a sua tarefa de há muito. Já que a Escola está fragilizada, aumentando a influência dos filmes e novelas na formação das novas gerações.

Atormentadas as mentes não se aquietam o que dificulta ainda mais lidar com os problemas que se avolumam. Por seu turno muitos filmes e telenovelas, longe de trazerem uma mensagem de paz e alegria, provocam o aumento do medo e da ansiedade.

Decaem todos os valores. As instituições se mostram precárias e incapazes. Reduzem-se as esperanças. Cresce o desinteresse pela vida e pelo trabalho. Enfraquece-se o impulso do ser humano na busca de um objetivo considerado desejável. Surge o desânimo e a falta de motivação para amar a vida, cuidar da harmonia no lar, ser feliz. Não há estímulos para os pensamentos positivos que fortaleçam e ajudem a construir. Assim, cada vez mais os seres humanos se distanciam de sua tarefa na Criação, não querendo executá-la.

Os seres humanos estão precisando de filmes alegres e encorajadores, pois como escreveu o Dr. Richard Restak, autor do livro Seu cérebro nunca envelhece, o bom humor exerce efeito positivo sobre o nosso funcionamento geral, e talvez até nos ajude a minimizar os estragos causados por certas doenças.

Mais do que nunca é preciso repensar atitudes e direcionar a atenção para o verdadeiro saber que esclarece os porquês da vida mostrando as conexões. Só assim será possível eliminar esse clima de ansiedade e inquietação, alcançando a paz e o progresso.



Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”, “O segredo de Darwin”,“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” e “A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade (Madras Editora)”. E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Comentários:


HAMILTON SERPA (hserpa@globo.com) comentou em 04/07/2009 - 21:07:09

Sabe Sr. Ismael, só fiz uma viagem para o velho mundo e como sou muito observador notei, por vivências lá, que não existe povo educado, existe sim, povo disciplinado, com ou sem educação. A presença do estado objetivando o bem comum de toda a sociedade é muito forte e estes povos, através desta eficaz presença do estado, nos fazem parecer que são educados, mas na realidade esta educação veio através de muita disciplina, assim como nós hoje, já aprendemos a andar na velocidade permitida, graças às punições e não por eventuais educação no trânsito e, isto lá, é vísivel em todas as situações sociais. A educação é importante, mas tem que ter junto a disciplina, se não não vai. Um abraço

Os comentários não representam a opinião do site Vidaeaprendizado, a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.