RSS
 

CONTRA O TEMPO (Source Code)

Benedicto Ismael C. Dutra
22/10/2011



São tantas as questões que surgem no mal arrumado embrulho que o filme faz, mas, no entanto, despertam a curiosidade das mentes atentas

Dirigido por Duncan Jones, tendo como elenco: Jake Gyllenhaal, Michelle Monaghan, Vera Farmiga, Jeffrey Wright, Russell Peters. Quando o capitão Stevens (Jake Gyllenhaaal) acorda e se vê na pele de um homem que ele não conhece, descobre que está fazendo parte de um experimento criado pelo governo americano chamado de Código Fonte. O programa possibilita que Stevens assuma a identidade de um outro homem em seus últimos 8 minutos de vida. Agora sua missão é encontrar os responsáveis por um atentado em um trem que deixou milhares de vítimas.

Os retornos de Stevens ao trem aguçam a curiosidade, mas o filme não deixa de ser uma ficção científica que passa por cima da lógica, partindo da hipótese de que o cérebro, após a morte, continua a funcionar em seu campo eletromagnético, com um curto vestígio de memória, por apenas 8 minutos de duração; e é nesse curto período de tempo que o capitão interpretado por Jake Gyllenhaal acorda no corpo de um professor, dentro de um trem que explodirá devido a um atentado. Aí podem surgir várias indagações de interesse para discussão. São perguntas que surgem no decorrer do filme, que ficaram no ar, sem respostas:
 

1- Como um ser humano, cujo corpo foi destruído, pode ser transportado para outro corpo?

Inicialmente temos de saber que os corpos são formados com matérias existentes no planeta e são vivificados pela alma que abriga o núcleo espiritual. A vida começa com a ligação magnética entre o corpo e a alma, que se dá no meio da gestação. Quando ocorre a separação da alma, o corpo perde a vida.

No caso de Stevens, a hipótese seria a de sua alma ser enviada para aderir ao corpo do professor e comandá-lo. Isso seria improvável, porque uma alma, separada do corpo, segue seus próprios caminhos. Mas quando uma parte de um corpo é preservada, a alma não consegue se soltar, permanecendo atada.

2- Aonde foi parar a alma do professor?

Essa é uma pergunta de difícil resposta. Deveria ser respondida pelo autor da história.

3- Quando Stevens decide voltar ao trem, para salvar Christina (Michelle Monaghan), ele assume definitivamente o comando do corpo do professor?

Outra questão turva que, como a anterior, não temos como formular uma resposta lógica.

4- Se Stevens diz a Carol Goodwin (Vera Farmiga) que ela terá alguém para prosseguir o projeto do código fonte dentro de alguns meses, quem seria? O próprio Jake? Então seria um tempo que ele permaneceria como sendo o professor, e depois voltaria para a cápsula, devolvendo o corpo ao professor?

Enfim, são tantas as questões que surgem no mal arrumado embrulho que o filme faz, mas, no entanto, despertam a curiosidade das mentes atentas que deveriam fazer uma pesquisa profunda para tentar descobrir o que se esconde por trás desse mistério do nascimento e morte do ser humano na Terra.  A tarefa parece difícil porque todo o conhecimento de povos antigos ficou soterrado sob teorias inverossímeis. Quem somos nós, de onde viemos, para onde vamos são questões que foram relegadas para plano secundário, devido ao afastamento do saber das leis da Criação. Conforme escreveu Abdruschin em Na Luz da Verdade, “somente aqueles que procurarem com sinceridade e com disposição para examinar os fatos objetivamente, movimentando-se por si e utilizando todas as faculdades que jazem dentro de si, vencerão todos os obstáculos. Por isso despertai. Sede seres vivos na maravilhosa Criação”.




Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”;“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” ,“A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade”; e “O segredo de Darwin - Uma aventura em busca da origem da vida”(Madras Editora). E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.