RSS
 

HONRARÁS PAI E MÃE

Benedicto Ismael C. Dutra
26/10/2011



Diante do atual quadro mundial, de incertezas e descontentamentos, os líderes precisam oferecer uma visão compartilhada de conquista de um futuro melhor para todos, com o esforço de todos, com saúde, educação e continuada melhoria na qualidade de vida da população.

O aumento das dificuldades não é um fenômeno isolado. Temos, com frequência, alertado para a questão da geração responsável de filhos, visando o aprimoramento humano, transformando-os em seres humanos de qualidade que se movimentem e respeitem a lei do equilíbrio entre o dar e o receber. Pais e mães precisam preparar seus filhos para que, ao chegarem à escola, estejam capacitados para aprender. Temos de orientar os jovens para que tenham um propósito de vida, reconheçam a importância do aprendizado, e não se envolvam com drogas.

Como obter resultados melhores e mais equânimes no preparo das novas gerações se as crianças oriundas de famílias pobres ou desajustadas dispõem de pouco ou nenhum preparo? Para suprir essa deficiência temos de incentivar as mais de cinco mil prefeituras municipais do país para reforçar as ações voltadas para a primeira infância e garantir a qualidade da pré‑escola, com professores competentes e empenhados no desenvolvimento dos alunos.

Abdruschin explica que o quarto mandamento (Honrarás pai e mãe), se refere exatamente ao conceito da maternidade e paternidade, impondo deveres incondicionais aos pais para que conservem sempre completa consciência de sua elevada missão, e com isso também mantenham sempre diante dos olhos a responsabilidade que nela se encontra… As consequências de uma inobservância do mandamento já se fizera valer por ocasião da geração e da entrada da alma. Tudo se passaria nesta Terra de modo inteiramente diverso se os seres humanos tivessem entendido e cumprido este incisivo mandamento. Almas completamente diferentes poderiam então chegar à encarnação, as quais não teriam permitido a degradação dos costumes e da moralidade, assim como ocorre hoje. Vede somente os assassínios, vede as danças desregradas, vede as orgias que hoje tendem a aumentar cada vez mais. É como que a coroação do triunfo das correntezas abafadiças das trevas. E vede a indiferença incompreensível com que se aceita a decadência, como se fosse algo certo ou já existente, fomentando-a até. Segundo Abdruschin não é certo falar de mandamentos, mas de conselhos muito bem-intencionados e da indicação do caminho certo através da matéria, cujo conhecimento constituiu um anseio dos próprios espíritos humanos.

Nesta vida somos todos peregrinos em busca do saber. Fios invisíveis nos conduzem para que decidamos pessoalmente o rumo de nossas vidas. Ou formamos as novas gerações sadias de corpo e alma ou a ruína vai tomar conta do Planeta.




Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”, “O segredo de Darwin”,“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” e “A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade (Madras Editora)”. E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Comentários:


edna casoni comentou em 27/10/2011 - 11:10:55

AMIGO DUTRA. SEMPRE NOS TRAZENDO UMA LEITURA QUE NOS PERMITE CRESCER E EVOLUIR.
PARABENS.


Os comentários não representam a opinião do site Vidaeaprendizado, a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.