RSS
 

CONSTRUIR O FUTURO

Benedicto Ismael C. Dutra
14/02/2012



Escravizados ao querer egoístico, os humanos têm construído o futuro com displicência, de forma irresponsável, visando interesses imediatos. Mas isso está mudando.

Já cultivamos excessiva neutralidade e indiferença quanto a colocar um olhar atento sobre o que seria o nosso futuro como consequência do nosso modo de viver. Para alcançar um mundo mais humano, temos de primeiramente abrir os olhos para enxergar a atual realidade de insegurança e medo que estamos enfrentando. É indispensável para isso a participação dos cientistas, artistas e jornalistas, para examinar o mundo que estamos forjando para o futuro. Sem defendermos os valores que contribuem para o aprimoramento humano, a melhora será inviável. Está faltando um voluntariado para fortalecer a esperança de desenvolvermos uma nova civilização através de uma nova humanidade.

Como poderemos alcançar o progresso real? Como preparar e educar as novas gerações? Como deter a trajetória da decadência humana? Necessitamos desenvolver em cada ser humano a consideração e o respeito ao próximo, de conformidade com as leis da Criação, que auxiliam os que se movimentam no sentido certo. Os seres humanos se deixaram dominar pelas emoções ruins que se instalam no cérebro, onde são nutridas e fortalecidas se não fizermos um esforço para conservar limpo o foco dos pensamentos, sem o que não ouvimos a intuição. O fortalecimento da emoção ruim provoca desequilíbrio emocional, que causa danos ao bom funcionamento dos órgãos de nosso corpo, provocando doenças.

Necessitamos motivar os estudantes a se aprimorarem como seres humanos, para que fujam da precarização, que está se instalando em todos os segmentos da vida como se fôssemos escravos desumanos. Os jovens precisam ser incentivados a desenvolver análises independentes e reflexões  que fortaleçam os sentimentos intuitivos próprios. Insensibilizados, os seres humanos não querem mais perceber as previsíveis consequências do atual embrutecido e antinatural modo de viver.

O desenvolvimento pessoal deveria nos ter feito humanos de fato no modo de ser, isto é, seres humanos. Escravizados ao querer egoístico, os humanos têm construído o futuro com displicência, de forma irresponsável, visando interesses imediatos. Mas isso está mudando. A construção do futuro não mais poderá se subordinar aos caprichos da vontade errada da humanidade como até agora; terá de seguir o sentido da vida organizado pelas leis da Criação, pois as consequências negativas não mais se fazem esperar, eclodindo aceleradamente.

Aqui não se trata de defender socialismo ou o capitalismo, mas da busca de um novo caminho para um mundo melhor. Ou defendemos e colocamos em prática os mais elevados valores humanos, ou o caos geral estará cada dia mais próximo de nós.  Urge fortalecer a vontade de acabar com as lacunas e os falsos pressupostos, rompendo as muralhas que aprisionam o espírito livre, possibilitando a busca do saber real e natural, que conduzirá os humanos a uma nova visão do mundo e a uma nova maneira de viver, apta a produzir um futuro de paz e harmonia com o todo.



Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”, “O segredo de Darwin”,“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” e “A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade (Madras Editora)”. E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.