RSS
 

NÓS FAZEMOS PARTE DA NATUREZA

Benedicto Ismael C. Dutra
29/10/2012



Os alunos precisam se basear em modelos adequados, até que, com seu próprio discernimento, assumam as atitudes que julgarem mais apropriadas.

Ler e escrever são habilidades básicas e um exercício para a vida toda. Mas é preciso que os jovens também saibam compreender aquilo que leem. Outra disciplina fundamental é a de Ciências, porque fazemos parte da natureza e é importante sabermos como ela funciona. Física, Química e Biologia nos ajudam a entender o mundo onde vivemos. Geografia e História, classificadas como ciências humanas, também são excelentes maneiras de levar os jovens a compreender a atuação do homem ao longo dos séculos, a ocupação do planeta, a fundação das cidades e o desenvolvimento econômico. E tudo isso tem muito a ver com a Matemática, que envolve medidas, distâncias, valores e cálculos. Enfim, para a boa compreensão de que fazemos parte da natureza, é necessário termos uma visão integrada do planeta, com seus mares, rios, florestas e montanhas, e seu imutável ciclo de transformação e renovação. A pureza do ar que respiramos, a água como o suporte da vida, a integração da fauna e da flora e o solo gerador de nutrientes para todas as espécies são elementos básicos para a educação fundamental.

Através dessa visão, surge a consideração por todas as espécies e pelos semelhantes, incentivando a paz e o progresso. Por outro lado, é preciso ter atenção. Devem ser evitados os ensinamentos dogmáticos. A compreensão da sequência lógica nos acontecimentos naturais é vital para o desenvolvimento do raciocínio claro e da reflexão intuitiva. Não há espaço para misticismo.

Os alunos precisam se basear em modelos adequados, até que, com seu próprio discernimento, assumam as atitudes que julgarem mais apropriadas. Eis aí a grande importância dos professores: eles devem ser capazes de mostrar a sua humanidade através das atitudes, pois máquinas para ensinar e entreter as crianças já existem aos montes. A presença do professor é indispensável, pois é sempre útil seguir as pegadas de quem abriu caminhos.

A natureza é o grande laboratório para o nosso aprendizado, além de ser o mais belo presente que a humanidade recebeu. Dela obtém-se a água que a tudo sustenta e os alimentos para conservação do nosso corpo. Com nossa inteligência e capacidade de transformação, conseguimos grandes avanços, mas a um custo muito grande para o planeta. A forma como exploramos as riquezas naturais, a falta de consideração para com o semelhante, e a quantidade de lixo que geramos chegou a um limite perigoso, ameaçando não apenas as várias espécies animais e vegetais, como também a nossa própria sobrevivência.

Estamos atravessando uma fase conturbada. As pessoas estão se perdendo pela falta de propósitos, o que demonstra a necessidade de fazermos profundas mudanças. Sem a contribuição da intuição e do bom senso, cometemos muitos erros. Já é visível o anseio por uma forma de vida menos desgastante, com mais alegria e cooperação, sem destruição do meio ambiente e que propicie a evolução real.



Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”, “O segredo de Darwin”,“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” e “A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade (Madras Editora)”. E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.