RSS
 

A PERSEGUIÇÃO E A RECIPROCIDADE

Benedicto Ismael C. Dutra
04/04/2013



Assisti o filme A perseguição, com Liam Neeson, mas não apresenta uma mensagem clara. Quem são os mocinhos e quem são os bandidos.

O avião que conduzia um grupo de trabalhadores de uma petrolífera no Alasca cai no meio do gelo e a morte os acompanha, um a um vai tombando em meio às suas conversas fúteis, distantes do sentido da vida. Os espectadores não sabem para quem torcer naquela luta pela sobrevivência.  O filme chega a ser deprimente, embora se possa pensar que a justiça das leis da natureza não falha.

Aqueles que viveram de forma fútil e devassa, sem princípios e sem buscar o sentido da vida e aquele que matava os lobos que viviam sem seu ambiente, para preservar os lucros da petrolífera, receberam de volta aquilo  que semearam. Os lobos fizeram justiça. Se isso for mostrado aos jovens dessa forma, eles poderão tirar proveito, se não a mensagem traz depressão e desinteresse pela vida, pois os filmes têm o poder de influenciar o íntimo das pessoas com o que transmitem.



Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”;“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” ,“A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade”; e “O segredo de Darwin - Uma aventura em busca da origem da vida”(Madras Editora). E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.