RSS
 

MAGNETISMO TERAPÊUTICO

Abdruschin
16/05/2013



O magnetismo terapêutico ocupa uma das posições de liderança no desenvolvimento progressivo do gênero humano.

Quando falo dos magnetoterapeutas entende-se com isso exclusivamente pessoas sérias e capacitadas, dispostas a ajudar a humanidade com vontade sincera. Não acaso o grupo daqueles que, com insignificante irradiação mediana, muitas palavras e gestos misteriosos, supõem realizar algo de grande.

Uma inquietação nervosa passa hoje pelas fileiras daqueles corajosos, que já há anos, em tantos casos, ofereceram aos seus semelhantes a melhor dádiva terrena que podiam ofertar: a cura de vários sofrimentos por meio do assim chamado magnetismo de seu corpo, ou mediante a transmissão de correntes semelhantes provenientes da matéria fina, do Além.

Infelizmente se procura, sempre de novo, denominar a classe dos magnetoterapeutas como de pouco valor, senão até algo pior, a fim de embaraçá-los e de oprimi-los. Com muito alarde se exagera demasiadamente as exceções isoladas, onde a vil ganância criou caracteres desonestos, ou onde de antemão já havia intenções fraudulentas como motivação, visto nem sequer ter existido essa bela dádiva nos praticantes.

Olhai em redor: onde é que não existem enganadores e charlatães? Encontram-se por toda a parte! Em outras profissões até muito mais ainda. Por esse motivo cada um vê aí, nessas hostilidades, imediatamente e de modo claro, o mal freqüentemente intencional.

Mas a inveja, e mais ainda o medo, fazem crescer agora o número dos adversários e dos inimigos. Em rodas de cerveja e vinho essa arte terapêutica, evidentemente, não pode ser adquirida.

Ela exige pessoas sérias e, acima de tudo, equilibradas e sadias!

A maior raiz de toda a inveja, certamente, reside nisso, o que acarreta então as principais hostilidades, pois condições de tal espécie não são hoje fáceis de preencher. E o que aí se perdeu, não será possível recuperar.

Além do mais, legítima e vigorosa força curativa não se aprende. É uma dádiva, que qualifica de convocado aquele assim agraciado.

Quem quiser oprimir tais pessoas, prova que não tem diante dos olhos o bem da humanidade, muito menos ainda no coração. Sobrecarrega-se assim também com uma culpa que terá de lhe ser fatal.

O pequeno grupo desses corajosos não precisa temer. Os obstáculos são passageiros. Na realidade constituem um sinal seguro de uma breve, alegre e altiva ascensão.



Abdruschin é o pseudônimo de Oskar Ernst Bernhardt, nascido a 18 de abril de 1875, na Saxônia, Alemanha – http://www.graal.org.br/livro.php?id=20#autor
Comentários:


Edna Vieira dos Santos (ednadinha80@hotmail.com) comentou em 30/10/2014 - 08:10:35

O tema em si é complexo, mais muito interessante!Uma pena que pouco absorvido pela população, não sei se em todos os lugares do planeta, porém à nível de Brasil sei que tem pessoas adeptas, mais um número pequeno.Poderia ser mais abrangente, já que os benefícios são de total importância para o bem estar das pessoas !

Os comentários não representam a opinião do site Vidaeaprendizado, a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.